Falha na ovulação é a causa isolada mais comum de infertilidade em mulheres. Mais de 40% das mulheres inférteis têm um problema ovulatório. O ciclo ovariano normal é tão complexo que mesmo pequenos desvios podem interromper o ciclo e impedir a ovulação. Entretanto, com os tratamentos modernos, há uma chance muito boa de que a gravidez venha, eventualmente, a ser alcançada nessas mulheres.

Antes de  considerar as razões para disfunção ou falha de ovulação, é importante revisar a fisiologia do ciclo ovariano normal.

O ciclo  normal está sob o controle dos hormônios da pituitária anterior, FSH (follicle stimulating hormone/hormônio folículo-estimulante) e LH (luteinising hormone/hormônio luteinizante). A secreção desses hormônios é influenciada pelo GnRH (gonadotropin-releasing hormone/hormônio liberador de gonadotrofina) a partir do hipotálamo e pelos níveis circulantes de estrógeno e progesterona.

Um resumo dos principais estágios do ciclo ovariano é mostrado abaixo:

As desordens ovulatórias são mais freqüentemente causadas pela deficiência de um dos hormônios controladores. No entanto, podem também surgir problemas se os ovários em si são resistentes aos níveis normais de hormônios.