O testículo que não desceu (undescended testis) é aquele que não foi capaz de completar sua passagem normal de dentro do abdômen para o escroto. O testículo que não desceu é encontrado em cerca de 1% dos bebês masculinos prematuros. Usualmente, apenas um testículo não desce. A maior parte dos testículos que não descem acaba vindo a descer uns poucos meses depois do nascimento, mas raramente, se vier a acontecer, descem após esse período de tempo. Tais casos estão associados com espermatogênese deficiente, embora a extensão da deficiência possa variar de uma parada completa da espermatogênese a apenas uma discreta redução no número de células germinativas. O testículo que não desce pode ser corrigido cirurgicamente, mas a chance de restauração da fertilidade ao normal é baixa.